Jefferson Gonçalves – 25 Anos de Carreira (2017)

“Do Blues americano ao baião de Luiz Gonzaga

Tive o prazer de conhecer o carioca Jefferson Gonçalves no festival “Gaitas do Brasil”, ocorrido em Fortaleza no ano de 2016. O festival reuniu grandes músicos de todo o Brasil. Nomes de peso como Leonardo Vasconcelos, Robson Fernandes, Roberto Lessa, Diogo Farias, Big Chico, Diego Sales, Felipe Cazaux… e o próprio Jefferson fizeram daquela noite uma verdadeira celebração ao blues e, particularmente, à gaita.

Instigado pelo talento e paixão de Jefferson, me tornei apoiador do projeto de financiamento coletivo que visava arrecadar fundos para viabilizar o lançamento do disco comemorativo dos seus 25 anos de carreira. O projeto, que se transformou e CD e LP, é uma retribuição do músico para com os amantes, não somente da gaita e do blues, mas, da música de uma forma geral.

O disco trás sonoridades regionais, com ênfase nos elementos das tradições nordestinas e deve agradar especialmente aos nativos dessa região do país como é o caso deste que vos escreve. Mas o que se houve nesse disco vai além de uma mistura de sons (coisa que muita gente já vem fazendo). Para a elaboração desse álbum foi feito todo um trabalho de pesquisa em função de ritmos e sons. Em resumo, é música do Brasil para o mundo! Uma obra na qual se pode encontrar referências que vão do blues americano ao baião de Luiz Gonzaga.

Numa leitura pessoal, elejo como destaques, as seguintes canções: Baião pra Ju, que (não sei porque), me remeteu às cenas de aventura do filme O Cangaceiro Trapalhão e a Galinha dos Ovos de Ouro – um apelo às memórias da infância; Café expresso, que tem uma pegada country com riqueza de elementos; Gréia e Encruzilhada são uma incitação ao espírito para libertar-se do corpo numa fuga por entre as veredas do sertão; Rolling Along é um delta blues animado e bom pra arrastar o pé na poeira do chão de barro batido; Baião Pifado, que lembra as festas de reisado, onde o som do pífano dá um brilho especial à canção. Não esquecendo dos arranjos para violão, que em todo o disco lembram ao sabor de um tempero bem brasileiro.

Nota: 9/10.

Referências:


Ajude-me a melhorar dando feedback!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s