Johnny Hammond – Gears (1975)

“Joia rara da era disco

Apelidado pelo nome do modelo de seu instrumento, Johnny “Hammond” Smith foi, talvez, um dos organicistas dos estilos soul / jazz mais subestimados de sua época. Nascido John Robert Smith em Louisville, KY, em 16 de dezembro de 1933, começou a aprender piano ainda criança, idolatrando Bud Powell e Art Tatum. Depois de se mudar para Cleveland, ouviu o pioneiro Wild Bill Davis. Foi assim que decidiu aprender a tocar o órgão Hammond. Ele fez sua estreia profissional em 1958, na mesma época em que estava trabalhando como músico de acompanhamento para a vocalista Nancy Wilson.

Em 1959, começou a atuar como protagonista de seu estilo da Prestige Records. Esta foi uma relação que durou até 1970 e que rendeu clássicos como That Good Feelin, Talk That Talk, Black Coffee, Open House, Ebb Tide e Soul Talk, entre outros. Com o passar do tempo, o estilo de Smith se tornou progressivamente mais funkeado e, em decorrência disto, encurtou seu nome para Johnny Hammond. Uma estratégia que o tornou popular e que também o ajudaria a entrar para o stuff de produtores da gravadora Creed Taylor.

Gravou cinco álbuns de jazz / funk nos três anos seguintes, incluindo Breakout, Wild Horses / Rock Steady e Mizell Brothers Helmed Gambler’s Life. Em 1975, assinou com a Milestone Records onde gravou aquele que foi considerado o ápice de seu movimento criativo, o álbum simplesmente intitulado Gears, que foi feito em colaboração com os irmãos Mizell. Claro que o trabalho foi mal visto pelos puristas do estilo, mas, em contra partida, foi canonizado pelos fãs mais apaixonados.

O disco contém pérolas musicais como Tell Me What To Do, Los Conquistadores Chocolates e Fantasy foram tocados extensivamente nas primeiras festas Loft organizadas pelo lendário DJ David Mancuso, bem como no clube que muitos consideram ser a verdadeira casa da discoteca, o Paradise Garage. Este álbum é, sem dúvida, uma joia rara da era disco para os aficionados do estilo na contemporaneidade.

Nota: 9/10.

Referências:


Um comentário sobre “Johnny Hammond – Gears (1975)

Ajude-me a melhorar dando feedback!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s